Páginas

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Nada é para sempre





Estou  menos dolorida,já consigo andar com uma certa segurança, não longas caminhadas, em casa, pelo quintal, pois subidas ainda são bem difíceis,no resto tudo voltando ao normal, já voltei a fazer meus mosaicos inclusive, mas...


Fui tomada de uma súbita apatia, lutei tanto, tanto e de repente tudo tem me parecido com  gosto de " vai acabar mesmo". 


Nesse processo de recuperação muita leitura, mosaicos, leitura, água, tédio, mosaico, leitura e a descoberta do que estava , ou está acontecendo comigo.


Uma leitura, que não tinha nada a ver com a situação que eu estava passando,iluminou meu raciocínio . O texto dizia:



"Negação e racionalização fazem parte do mecanismo de defesas, necessários, automáticos, para prevenção da nossa saúde mental." (Francisco Daudt)


Eu passei por momentos tão difíceis , doloridos e estafantes mentalmente que o excesso de realidade está , ou estava acabando comigo. 


 "Precisamos do mecanismos de defesa que nos protejam do excesso de realidade e da consciência da morte"  (Francisco Daudt).


Se vamos andar de avião a negação diz " Não vai acontecer nada". O avião é a forma mais segura de viajar e logo eu chego." diz a racionalização.  (Francisco Daudt).


Estes mecanismos de defesa nos permite viver a vida, mas eu perdi minhas defesas e o excesso de realidade está, ou estava, me tornando triste. 


Nada como uma luz para te fazer entender as coisas.Agora é trabalhar a mente e ativar os mecanismos de defesa. Fácil né?


Postar um comentário