Páginas

sábado, 19 de maio de 2012

A vida continua ......





Os olhos azuis de minha avó agora nos olham do céu  e zelam por nós. Meu avô ficou aqui para continuar conosco a jornada. 

Agora que adoeci de novo pensei muito nele. Ele viveu 73 anos com uma mulher corajosa, está com 94 anos, está lúcido e saudável , como eu poderia me entregar? Não consigo mensurar sua perda e solidão, e com certeza só eu consigo mensurar minha dor e tristeza , mas ainda temos a vida e enquanto ela existe ela deve ser vivida.

Dessa vez tudo foi diferente, não existiu mais o desespero, ninguém para me rejeitar, pois me propus a estar só por um tempo, afinal  já sei como funciona e o que fazer. A cirurgia vem depois, não agora, primeiro as quimios. Os cabelos tão sonhados foram para o vento de novo, dessa vez só chorei um bocadinho, já sei como as pessoas reagem e o que não devo esperar delas , algumas ainda conseguem me surpreender. 

Como me sinto bem, faço tudo o que devo fazer, dirijo, preparo o alimento, arrumo a casa, danço,canto e leio meus livros queridos, meus companheiros de viajem na vida. Minha querida Irene está do meu lado e eu a amo numa relação maior que o tempo, minha irmã está bem e isso me tranquiliza muito, agora eu posso lutar só por mim mesma, minha analista querida está no apoio e minhas filhas, minhas lindas e maravilhosas filhas estão ai prontas para mim. 


Há dois meses passo por um trauma oriundo da minha separação ainda, que já faz dez anos. Meu ex-marido e pai dos meus quatro filhos ainda nos assombra, e como toda boa mãe, quando meus filhos são ameaçados parto pro ataque , coincidência ou não, sei que preciso de paz , que preciso que me deixe em paz, que me esqueça e que me dê tempo para viver minha própria vida sem magoar as pessoas que amo, mas é tão difícil que isso aconteça e eu vou ter que aprender a lidar com isso sem me prejudicar tanto, creio que conseguirei, afinal criei emocionalmente sozinha esses filhos maravilhosos que a vida me deu, com pouco dinheiro, muita garra e muita luta, isso foi mais difícil, criei pessoas de bem e preparadas para a vida, criei valores e tive a sorte de vê-los crescer e se tornarem as mulheres fantásticas que são, que mais pode uma mãe querer?  Quando olho para trás nem sei como consegui tanto tendo tão pouco, mas transbordando de amor e boa vontade. Já venci!!! 




Meu Baiano!!!!!!!
Amo!!!!!!!!









Postar um comentário